Então nossos olhos se encontraram
Como se eu pudesse por um segundo esquecer quem ele era
Como se ele não me soubesse
Nossas bocas então tocaram
quase que por obrigação.

Elen Abreu

2 comentários:

uanderesuacronicas .blogspot.com disse...


Não podemos admitir que se impeça o livre desenvolvimento de um delírio, tão legítimo e lógico como qualquer outra série de ideias e atos humanos.
De que vale o delírio dos olhos se eles se fecham quando os lábios se tocam?
Nesta hora as únicas palavras que percorrera em cada sentimento será...
Viajei no infinito dos teus olhos e me perdi no delírio de teus beijos.
Ótima postagem seguida de um lindo poster a destaca a sensualidade das partes intima de uma mulher...
bj de carinho....

Lucas - Blog: Overture disse...

Elen, tu és diversa! Isso é belo! Postas um apelo à alimentação vegetariana e postas um poema assim, sensual, belo, provocativo, com uma imagem que tem tudo de bela e de provocativa. Beijosssssssssss

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...