Sobre ficar a dois e se sentir sozinha


Tão difícil desprezar quem a gente ama. Eu pensei isso, quando você me mandou a segunda mensagem  e tive que ficar calada. Calada pra não morrer. Porque eu te amo tanto, que eu preciso te esquecer. Eu já fiz de um tudo sabe, queria te convencer, com meu jeito calado de falar quase tudo, que eu te preciso quando te olho no olho, que tudo é tão bobo, que as vezes eu sorria sozinha. Eu faria tudo por você, eu fiz o que eu pude e o que eu não pude. Mas só eu faria, só eu fazia o tempo todo, e se é pra ficar a dois e se sentir sozinha, eu prefiro na boa, ficar na minha. Assim, eu evito choros no meio da madruga, discursos longos com as amigas, bebidas em excesso. Assim eu evito meu coração querendo ar de segundo em segundo.

( Elen Abreu )

Um comentário:

Bia Hain disse...

Tem razão em querer se preservar, preservar seu próprio amor próprio. Acho lamentável quando o objeto amado não percebe que o outro também precisa de amor, carinho, atenção... a sua foi uma atitude corajosa e dolorosa, mas importante para preservar sua estima. Um abraço!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...