Não demore tanto




Não. Não demore tanto. Tá calor, mas faz frio por dentro do meu corpo. Não. Não demore amor. Tenho tantas coisas pra fazer, tantos livros pra ler, tantos dentes pra bater nos seus, tantos pelinhos pra arrepiar. Não. Não demore meu amor, tenho um só coração, mas tanto amor pra dá. Tenho essa poesia nova, que vai surgir agora, tem eu de pijama de bichinhos, querendo que você entenda as entrelinhas. Tem minhas unhas quebradiças, confesso, que um pouco ruídas. Tem meu cabelo macio, tem meu pé calçando um só chinelo, meus pés não tão belos. Tem minha blusa erguida, deixando o piercing cor de ouro amostra, tem um óculos enfeitando o meu rosto, um óculos que não suporto. Todos dormem, mesmo com meus gritos diários, misturados com a escola de samba que toca dentro de mim, são batidas altas, doídas, é um "parampampam" sem fim, é a doida meu amor que mora dentro de mim. Não demore tanto assim, quero mudar a cor do meu quarto, quero sua opinião, quero você chegando aqui em casa sem me avisar, passando só pra deixar um beijo. Quero você partindo e dizendo que vai voltar, com um sorriso no rosto. Quero seu gosto todas as manhãs quando eu acordar, e te bater brava porque não me deixou dormir direito, mesmo você roncando baixo. Quero sua cara de sono, seu estilo cachorro sem dono, quero seu hálito  pouco agradável quando abre os olhos, mas que me tasca um beijo sem pudor. Quero mesmo é seu estilo "nem aí", seus pensamentos confusos, seus olhos que parecem viver em outro mundo, assim como os meus, quero te tirar o vazio, quero me livrar do vazio, quero brincar de perder o ar beijando até onde aguentar, quero seu jeito de bobão, seu estilo mandão, suas manias de menino. Não. Não demore garoto, tem umas calcinhas novas pra estrear, posições que minha cabeça não para de ensaiar, tem até batom que gela o beijo, tem creme que esquenta a parada, tem um tesão sem fim que em mim faz morada. Não demore, quero dividir as notícias que leio no jornal, quero esquecer que esse mundo é tão banal. Quero praia, com você me oferecendo aguá de coco na boca, quero queimar de tanto pegar sol, pra te agradar deixando a marquinha, pra depois você reclamar por eu não aguentar nem um tapinha. E quero nossa casa em festa, cervejas e amigos em cada canto da casa, música alta, você bêbado me fazendo raiva. Aí amor, eu quero gargalhadas altas debaixo do coberto, eu quero ter a malícia de fazer amor onde for. Na rua, no carro, no cinema, no rio. Contanto que seja com você meu bem querer. Não. Não demore, eu quero ligar pedindo pizza pro jantar, e fazer suco, pra ver se a gente larga o vício da coca-cola. Eu quero assistir um filme legal passando minhas mãos nas suas, e esfregando a perna, e caçando conversa. E  mesmo sonolentos ainda, quero tomar vinho, no terraço, olhando pro céu, ao som de Beatles, quero você me segurando pelo um braço, me fazendo bailar, colada ao teu corpo, sussurrando o refrão no meu ouvindo "  Oh stand by me". E eu fico amor, e todas as outras noites seguintes, onde a gente vai se perder um no outro. Não. Não demore assim, quero sair por aí, quero ver tudo fazendo sentido, quando você encosta o corpo em mim. Quero sorrir feito uma criança boba, cantar feito um pássaro livre das grades, quero esperar um filho, só quero que você fique amor. Te fazer massagem, te oferecer um número limitado de cigarros. Só quero sentir a vida a partir do dia que você viver em mim. Não amor. Não demore assim, eu quero viver um amor de castelos, eu quero borboletas enjoando da minha barriga, eu quero cantar e ouvir você terminando a letra, eu quero que a gente se ame mesmo existindo um milhão de defeitos. Eu te quero. Eu nos quero. Eu quero um amor doido. Não. Não demore tanto. Tenho novidades, acho que emagreci, talvez você goste, mas ainda não consegui me livrar do terrível culote, vou fazer uma cirurgia, pra abandonar os óculos, recebi do correio finalmente os livros de poesias, da minha poeta favorita, li todos em um único dia. Amor, vou precisar de remédios, talvez eles me façam dormir mais, talvez eles levem a poeta que mora em mim embora, estou com medo, prometem tirar a ansiedade do meu corpo, não sei, acho que só se eles conseguirem uma forma de transformar você em comprimido, ou em gotas? Será? Pobre coitados, não sabem que um simples garoto me livraria disso tudo, de horários certos, são tão bobos, não sabem que você é meu remédio. Não amor, não demore tanto. Eu quero sorrir sem precisar que algo dissolva debaixo da minha língua, eu quero dormir sem ter que tomar milhares de chás, eu quero abandonar meus toques, de beber aguá mil vezes antes de repousar, de verificar se tem um monstro debaixo da cama. Ahh amor, e eu sei cada dia que passa, que essa vida é tão linda, e tantas coisas, tantos lugares, e eu parada aqui, traz as malas, vamos fugir, eu topo, vou de olhos fechados, me deixando guiar pelos teus passos. Não. Não demore tanto.  Tenho tantos sonhos, cada dia descubro uma banda nova, um autor novo. Tem uma peça de teatro em  cartaz, tenho adorado ouvir blues, quero aprender a dançar jazz, quero participar de um sarau. E quero te levar junto em tudo que eu fizer. Não. Não demore tanto. Eu quero viver sem ter que te esperar. Não. não demore tanto, pois comecei a notar que preciso de você até pra respirar. Abra mão de me sufocar. Meu amor, meu garoto, meu remédio. Vem, me tirar esse tédio.

Elen Abreu

17 comentários:

Doctor - O Q Eles Querem? disse...

Muito lindo, adorei!!!
Bjos.

Doctor - O q eles querem?
http://oqelesquerem.blogspot.com.br
contatoelesquerem@gmail.com

wcastanheira disse...

Um mimo, vc esteve realmente ilumindada, deixando pra nós a delicia de uma ótima leitura, sua página é realmente um show...Pra VC bjos, bjos e bjosssssss

Stephanie disse...

Olá Elen,
Você sempre muito inspirada hem..e nós fazendo pensar e refletir com seus lindos textos :D
Beijos

lolaporlola.blogspot.com

Lucas T R Freitas disse...

Dá uma olhada: http://lucastrfreitas.blogspot.com.br/2012/07/seria-o-baixo-salario-dos-professores.html

Priscila Lima disse...

Lindo texto Elen!
Gostei por demais *-*

Beijos

Iana Paulinha disse...

Pode sim amor! cada divulgação outra inscrição! boa sorte!!

Daya Diias disse...

lindoooo o texto *-*
to te seguindo, faz o mesmo ?

efeitodacor.blogspot.com.br

Mariane disse...

Oi querida.. que saudades de ler vc!..

Incrível como a gente se identifica. E que droga se identificar :/

Passei pra te desejar uma boa sexta-feira, cheia de paz e amor..

Um beiijo!

Stephanie Vieira ♥ disse...

Tipo, só tenho uma coisa a dizer, você vai ser escritora?
http://garotadoolharsincero.blogspot.com.br/

*YEDA* disse...

Oi Elen, td bem ?

Q texto lindo, vc escreve mto bem, parabéns !!!

Já estou seguindo seu blog, obrigada por seguir o meu tb !!!

De caveirinha só tenho agora um lenço preto com caveirinhas brancas, pq o resto de caveirinhas acabou td. Se vc quiser encomendar eu posso ver p/ vc sem compromisso. QQ coisa deixa um recadinho lá no meu blog.

Bjus

www.loucasporbijus.blogspot.com

The secret girl disse...

Ahh que lindo esse texto *--* me identifiquei em várias coisas!! muitoo lindo mesmo *---*
beiijoos

http://larissafidell.blogspot.com.br

Patrícia Oliveira ♥ disse...

Vim aqui deixar um presente pra vc,
meu selinho em comemoração aos 500 seguidores do blog.

Espero que goste e leve-o!

Beijos meus...
segue o link do meu carinho a vc:
http://momentosdapathy.blogspot.com.br/2012/07/meu-muito-obrigada.html

"Que seja doce..."


(ps: vc me deixou um convite de parceria? me adc no msn e conversamos mais sobre isso - pathy-o@hotmail.com )
Beijooos

GessiBey disse...

Que lindo gata! Os seus textos sempre me fazem lembrar algumas coisas da minha vida. Tipo esse trecho aqui "Não demore, eu quero ligar pedindo pizza pro jantar, e fazer suco, pra ver se a gente larga o vício da coca-cola. Eu quero assistir um filme legal passando minhas mãos nas suas, e esfregando a perna, e caçando conversa."

Aiii é tão bom ^^
Adoro as coisinhas que você escreve, dá pra ver que saem de dentro da alma mesmo.

Beijo!

http://semcontrole.net.tc

Marilu disse...

Querida amiga, tenha um lindo final de semana. Beijocas

Agregador Teia disse...

Olá.
Post divulgado no Agregador Teia.
Até mais

Luma disse...

Me identifiquei muito com seu texto, suas palavras são profundas e intensas, to adorando ler por aqui. bjs
http://mundodasmulheresbrasil.blogspot.com.br/

Bicho do Mato disse...

Oi Elen, tudo bem? Li vários textos
seus e os achei muito interessantes,
o blog está muito bonito, meus
parabéns. Já estou seguindo!
Voltarei com mais tempo para ler outros textos.
Gostaria de convidá-la a visitar meu blog,
se você gostar, irei adorar tê-la como seguidora. Eis o link:
http://blogdobichodomato.blogspot.com.br/
Abraços do amigo Bicho do Mato, até mais,

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...