Chegada a hora




Chegada a hora tua partida, eu quero sorrir. Chorar, choram os fracos, os bobos, até ontem eu ainda o era, mas tua chegada me revigorou, ainda quando baixo dizia: me espera amor. E amor só eu ouvia, porque tu jamais proferia palavras que trouxessem dor. E por que umedecer a face? Se te posso arregaçar dentes esbranquiçados e demostrar bravura perante a tua partida e negar loucura, se na consciência minha dizia: me espera esfera. E eu te espero, embora em segredo sinta, sua ausência em momentos quais aqueles nem tivemos, onde quis contemplar o vento pela a presença minha, porque proibida pra ti nunca fui, mesmo que quisesse, porque do meu olhar não ardia somente chama, como pureza também. Mas tu me olhas somente incêndio, como quem vai morrer pela a boca e me devora toda. Mato sua fome com grado, porque já diziam que dá é amor, tudo é amor, até o xingar, até o arranhar de corpos. E estou sorrindo pra você, porque amanhã há de chegar como se nunca me houvesse tocado e dizer porcarias finas no meu escutar vago. Porém, pouco me interessa teus dizeres, no entanto que eu contemple labaredas, teu segurar firme de quem segura o mundo nas costas e ver derramar tudo em cima de mim, como quem se livra de um tormento. Se esfregando na toalha macia você burla a porta, e eu sorrindo com quem sorrir uma morta, riso estagnado, como quem quer dizer: vais tão cedo, espera meu alvorecer. Mas tu esqueces o chinelo, na mata pisa, sem regresso. Não faço birra, porque amanhã há de chegar e abrir zíperes e pedir conhaque com cara de quem não via a hora, e eu te aceito, agora e outrora. Quem sabe um belo dia, embora tão arredio, esqueça o seu coração e nosso ninho não haja porta.

Elen Abreu

8 comentários:

Eros disse...

Brilhante a forma como conjugas palavras obscuras com uma luminosidade que ofusca deliciosamente. Ler-te é sair mais inspirado. Ganho sempre algo quando te visito Elen.

Brilhante.

Beijos Querida!

Arnoldo Pimentel disse...

Seus textos são sempre profundos e invadem o olhos de quem os lê,parabéns.Beijos.

Amigo (a) leitor (2) se puder leia minha entrevista ao Blog Poetas de Marte, desde já agradeço.

http://poetasdemarte.blogspot.com.br/search/label/Arnoldo%20Pimentel

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

gosto imenso!

Everson Russo disse...

Um belo texto minha amiga, repleto de sentimentos e sensações...essa hora da partida realmente nos toca muito....beijos de boa semana pra ti.

@tainara_meow disse...

Que lindo! Amei!
Estou encantada pelo teu blog, é simplesmente um amor *-* Estou seguindo viu?
Se puder retribuir lá no meu...*-*
http://foolishhappy.blogspot.com.br/

xoxo

Tatiane Salles. disse...

Palavras da poetiza, que como sempre me deixa sem palavras. Quero dizer, com vontade de falar, mas sem ter como... Minha amiga, você escreve com a alma. E sempre o que você escreve coincidência ou não, tem haver com meu momento. rs.
"E eu te espero, embora em segredo sinta, sua ausência em momentos quais aqueles nem tivemos, onde quis contemplar o vento pela a presença minha, porque proibida pra ti nunca fui, mesmo que quisesse, porque do meu olhar não ardia somente chama, como pureza também."

Só você mesmo!
Saio te aplaudindo como todas as vezes... \o/
Tem selindo de comemoração pra você lá no "Só Para Dizer..." :D

Te desejo uma ótima tarde, uma excelente e abençoada semana.
Forte abraço.
Tati.

http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

Att.

Elisa Cardoso*-* disse...

Que lindo Elen.
Vamos sim ser parceira,ja ja vc vai ta lá,bjs

Agregador Teia disse...

Olá.
Post divulgado no Teia Mulher.
Até mais

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...