Pólvora já não tange





Ele tem a maciez de um sorriso e me faz flutuar por dentro, meio que um tomento, me faz agonizar quando não está, eu lamento ausência e invento sonhos pro tempo passar, vez ou outra eu quero acordar, ele então emperra meus olhos para eu não visualizar, o quão é triste minha morada nessa coisa chamada vida. 

Diz que vai colorir quando chegar, que meus olhos vão abrir e jamais fechar, que ferida não existe pra eu me cortar. E que me quer linda pra passear e ao mesmo tempo feia pra ninguém notar, embora se garanta, tem pavor de arriscar, porque uma hora ele vai embora e acha que pode me desmerecer. E eu sempre pálida a disfarçar com um batom na cara, engano a mim, porque mais tarde ele vem e me faz florir, o que custa remendar enquanto ele não chega? Há tempos aprendi a conviver com desconcertos, porque reparar danos agora? Se sempre abro a porta e não encontro ninguém. Quem afirmou com certeza absurda que concertos acabam bem? Se palmada resolvesse era remédio, se rezar fosse o bastante não existiria inferno. 

Aguá líquida pode virar gelo, diante dessa afirmativa acha que posso ter sossego? Se já choveu com sol, se faca já não rasgou. Não acha o mundo um tanto controverso? Se hoje te chamo de amor, e em curto tempo nem sei seu sabor. Como explicar? É  tudo tão vago, pouca permanência. Te amar as vezes chega ser um alento no mar agitado que é meu pensamento, não te amar é lucidez, sanidade me aborrece, eu quero morrer junto de quem nunca fez prece.

 Lábios ressequidos é melhor do que tão usados, que se façam teias pra não beijar o cara errado, que haja cama pra espera, mais que a fila seja finita. E que com olhos cansados eu beije sua boca aflita, achando que nunca chegaria o final da série. Então, um belo dia acontece, pólvora já não tange, afaga, desencontro torna-se palavra extinta do dicionário.

9 comentários:

Liliane Moraes disse...

Adorei o que eu li e a respeito do probleminha que tava aqui no blog pra comentar agora esta bom Elen.

http://alguemparaconversa.blogspot.com.br/

Tatiane Salles. disse...

A rigor. No imenso dicionário da vida que encontramos os maiores desencontros, ou não.
E como sempre, eu adoro passar por aqui. Seu cantinho é lindo, Elen.



Uma ótima e abençoada terça-feira.
Forte abraço, Tatiane.

http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

Att.

Eros disse...

Deixo um beijo com lábios bem suculentos :)

Renata disse...

Ainda bem doce*

Jéssica do Vale disse...

Muito belo.
E, engraço que hoje fiz um post (na verdade dois)
com o título do teu blog: Alívio Imediato (risos).
Sabia que havia tirado esse título de algum lugar...

Carla Fernanda disse...

Linda procura e desejo que encontro certo!! Que seja verdade!

Beijos querida Elem!

Everson Russo disse...

Que essa procura tenha a sua recompensa..beijos de boa tarde pra ti amiga.

Fred Caju disse...

Show esse título!

Heitor Lima disse...

Que inspirador! Gostei muito do texto. Gostei muito do blog :)
Muito obrigado pela visita, já estou te seguindo também.
Té mais ;*

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...