Babozeira de amor




Delírio, você provocou em mim quando me jogou contra a parede e dominou minha cintura, quando me arrancou beijos e robou todo meu ar, quando foi capaz de me ganhar sem nada falar, só com um olhar e o coração pulando fora e o fogo incendiando seu corpo. Tava acontecendo no momento menos imaginável. Era só química, tudo que eu precisava. Nada de sonhos de valsa e juras de amor ao pé do ouvido. Era tudo, menos aquela babozeira de amor.

Elen Abreu

5 comentários:

FatoSempalavras. disse...

''que a chuva traga alívio imediato''

A gente até sabe o que precisa,mas, infelizmente, ou felizmente, ñ sabemos a hora em que podemos escolher em desfrutar ou deixar de lado. Ainda mais qnd o assunto é o amor, paixão, sonhos....

Gostei da lenidade com que escreve. Parabéns. Estou seguindo aqui,ok?

carlo.lagos@hotmail.com

bjs. ;)

Daniel Savio disse...

Quando isto ocorrer, só a luxuria nos salva (para não dizer que nos faz perde de vez)...

Fique com Deus, menina Elen.
Um abraço.

Solange disse...

é... de vez em quando a gente quer mesmo é a pele, o toque, a paixão... são dias de arrepios, de pecados, de delírios...

lindo Elen !

ah... lá no "Eucaliptos na Janela" todos os textos são meus... acho que nesses quase 2 anos citei 1 ou 2 vezes outros autores.

adoro escrever... e faço quase sempre a noite, depois que tudo se aquietou, menos os meus pensamentos... risos !!!

beijo grande

Cícero Ribas disse...

Olá lindinha!!

Sempre me visitando obrigado, sempre será bem vinda.

OBS: SE CHAMA "PELE,CHEIRO E SALIVA".. :)

Vanessa disse...

Lindo blog! Amei!
Passa no meu se puder, bjos!
http://ameninaqueroubavaasimesma.blogspot.com

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...