Meu amor




Diga, pelo ao menos uma vez na vida: meu amor.

Diga, que não há ferida debaixo do cobertor, diga meu amor, diga meu amor.

Nas noites frias ao teu lado quero está, e em teus lábios sussurrar: meu amor, meu amor.

Por favor, fica, não diga que vá agora não, um pedaço do meu coração se desfaz, quando você se vai.

Porta fechada, fique agora, beija a minha boca, perca a hora se perca em mim amor, meu amor, perca a hora se perca em mim.

Meu amor, porta aberta, pode ir, me dê aquele sorriso que diz: que se sim, que vai voltar, vai me amar, me roupa vai tirar, cada detalhe eu vou guardar, na minha memória quase fria, depois de ti, agora quente, amor fervente, amor, meu amor, sou outra, sou nova, depois que você chegou.
Diga ao menos uma vez na vida: meu amor.

Sou outra, depois que você chegou, diga por favor: meu amor, meu amor.

(Elen Abreu)

4 comentários:

CLICK FOCCUS disse...

Ola tudo bem ? Ameei o blog ! Tenho uma empresa de fotografias !
Gostaria de fazer parceria ! Aceita? Muito obg pela atenção !
Equipe Clik Foccus . http://www.clickfoccus.com

Jhosy . disse...

Elen,
que lindo !
De um romantismo e uma beleza muito singela.
Adoro passar por aqui,
sempre tem coisas boas !

Um beijo todo especial,
Jhosy

http://meninamsicaeflor.blogspot.com.br/

Dani disse...

Eu tive que seguir seu blog quando eu encontrei "aqui você encontra poesia"
Eu também tenho um blog de textos e amooooooooooo poesia.
Beijos,
Dani: http://www.avidaemletras.com

Naiara Rabelo disse...

Elen espero respostas lá no meu blog sobre as parceria bjss

lmapoeticaa.blogspot.com.br/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...