O ator



A gente se olha. Com um olhar de tantas coisas, de tantas palavras, de tantas verdades, um olhar meio desesperado, meio triste, meio louco. Você me segura mão e logo jogo sua mão longe, eu lembro das coisas que ela fazia, meu corpo então se arrepia, vejo nosso filme de novo. Fico indiferente, você me abraça, quase chora, eu mais uma vez não acredito, sua vida é uma eterna novela? Mentira? Por favor me diga, fora dos palcos não precisa encenar, um ator barato, sujo, que já está mais do que na hora de se aposentar.

Faz parte, faz parte do seu enredo me amar, mas você não faz do jeito certo, quer apimentar, novela, peças de teatro precisam mesmo de um drama pra na mídia ficar. Adora a onda do amor impossível, que morre de saudades, que sofre, se humilha por mil vontades, incrível sua capacidade de decorar os textos com tanta verdade. Os ensaios começam, a gente ainda se olha, você implora um abraço e se joga, não me movo, eu sei muito bem quem é você, mas depois não resisto e feito louca caiu em cima de você, abraço que grita tantas coisas abafadas, afundadas no fundo da alma, bocas loucas por um beijo, mortas de sede, que encontram um rio no meio do deserto, se jogam feitos peixes, que só conseguem sobreviver debaixo d'aguá, roçar de línguas, encontro de nascentes, batidas de dente, mordidas indolor, uma mistura de vontades que se acumulou.

A gente para, o sangue já ta mil, você quer meus olhos castanhos nos seus, mas eles passeiam na rua movimenta, barulhenta e cheia de gente real, que rala na vida, que tem amor, que sente dor, que sorrir, que sabe ser de verdade, que não precisam de personagens. Você quer alma, mas eu só posso oferecer meu corpo vazio, ser uma boneca fantoche movimenta por suas vontades, mas que na real daria tudo pra ficar parada. Por um segundo parece que você esqueceu a droga do enredo e me enfeitiça, mas eu não permito.

 Então você solta um " Ainda gosta de mim? " Eu tiro as linhas da boneca fantoche, trago alma que quase nunca desprendo de mim e solto um "eu não sei nada que sinto em relação a você", então você fala "pois eu sei tudo que sinto em relação a você", então vejo aquele galã de novela, que faz o diabo para ter uma mulher. Me perdoe, é automático, eu nunca mais consegui acreditar em você. Me força desejos, me controlo e consigo negar os beijos, você diz que me adora brava, sempre louco por meus defeitos, diz que estou linda como nunca e que morre de saudades de nós.

 Não vejo diferença em você, só uma cara que precisa urgentemente de óleo de peróba, perdido entre mil máscaras, atrapalhado em milhões de enredos, como uma carro desgovernado que perdeu os freios. Fico enjoada, vou embora, gente fingida cansa, e eu cansei de você, te deixo perdido em seus filmes baratos, não tenho dom pra atriz, odeio holofotes, não nasci com esse dom "especial" feito você.

Elen Abreu

10 comentários:

Hubner Braz disse...

Mais um belo texto. Ótimo FDS.

Bjss

нєllєи Cαяoliиє disse...

Bom Dia!
Texto cheio de sentimento e sensualidade!
Belíssimo!
Ótimo fim de semana,querida!
Beijos

нєllєи Cαяoliиє disse...

Minha Flor,
não tem segredo colocar música no blog não,tem esse site aqui ó: http://www.mixpod.com/
Você entra lá,cria a conta,e faz sua lista de música,depois copia o código para o blogspot :)
Espero que consiga,qualquer coisa me pergunta!
Beijos,Querida!

Carla Fernanda disse...

Acontece e são pessoas pobres de epírito que não nos merecem e é bom que se vão.
Beijos e bom domingo querida!!
Carla

Everson Russo disse...

Muitas vezes as pessoas se vão da vida da gente sem a gente entender muito o porque,,,a vida segue e tudo volta ao normal...mesmo que devagar...grande beijo de boa semana pra ti.

júh doce mel ♥ disse...

OI Elen seu blog é muito lindo estou seguindo obrigada pela visita no meu agora vou sempre passar por aki se quiser participar da promoção em meu blog é só clicar na tag: promoção bjinhos ^^)

Machado de Carlos disse...

O ator chega com os olhos brilhantes e, com um olhar e algumas palavras decoradas, envolvido pela mídia cria um amor impossível. Neste amor impossível criamos saudades. Olhamos para a rua e contemplamos os movimentos; tudo parece real, mas lá no fundo da alma inda lembramos-nos das cenas encantadoras.

Maria Alice Cerqueira disse...

Ola amiga
Estou na final da ostra poesia, me desculpe por vir lhe pedir votinho para a minha poesia, Precisamos. Mas sem a sua ajuda eu não irei conseguir. Prometo que passando esta fase eu virei comentar apenas sobre o conteúdo de seu cantinho.
Como votar você entra no link …http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com/
No final da pagina das poesias esta escrito
VOTE CLICANDO NA PALAVRA COMENTÁRIOS Lindalva 1 comentários
Por favor coloque coloque o nome da autora e da poesia, ( Precisamos ... Maria Alice Cerqueira e o nome do seu blog. para que Lindalva possa confirmar seu voto.
Desde já lhe agradeço de coração.
Tudo do melhor para você.
Abraço amigo
Maria Alice

Amanda Andreato disse...

como sempre magnifico o texto, queria ter essas facilidade de expressar tão facilmente através de palavras, belíssimo mesmo.
Flor eu ganhei uns selinhos, eu tinha que escolher 10 blog que eu aprecio e o seu foi um deles..
bjinhuxx

A.S. disse...

Gosto de te ler... muito!


Beijos Elen,
AL

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...